Não vejo meus dias há anos...


Não vejo meus dias há anos,
Apenas os sinto (no estômago).
Pelas manhãs, quando acordo,
Não vejo os dias – vejo os anos.

Uma ansiedade me consome,
O Cão-Tédio me abate –
Ali, quase morto, desperto...
Não vejo os dias – vejo os anos.

Depois, ao longo do dia,
Do amanhecer não esqueço.
Peno, durante as horas que apresso...

À noite, quando finjo sério,
Deito-me às iras e adormeço –
Não vejo os dias – vejo os anos

poema:Jacson Faller
Photo by: sofia Carvalho

Post scriptum: Recentemente descobri este blogue. considero este Senhor o "génio das letras". Podem visita-lo em:
http://outonomorto.blogspot.com/

21 comentários:

  1. Olá querida Sofia.
    O tempo é algo que por vezes nos transcende por completo.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Sofia, fico lisonjeado... Nada melhor que uma figura humana para expressar a contingência existencial... Se há algo que nos marque como animais humanos esta marca é o Tempo e a Temporalidade... Algo com que dançamos esta canção ciclotímica da vida... Ziguezagueando entre o contingente e o transcendente, entre o físico e o metafísico... Então, com o perdão da redundância: foto "marcante", eu diria...

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Nossa o poema é forte e verdadeiro, adorei isso! vou roubar prá mim....rsrsrss
    Foto está demais...tudo lindo, como sempre!
    Bj meu
    * vou lá visitar Jacson Faller- outono morto.

    ResponderEliminar
  4. Puxa! tu é que me surpreendes... vou visitar sim este "senhor das letras". Me revejo aqui também... e tu :))(?)
    A foto é arte pura... eu somente sei carregar no botão:))

    Quanto a mim, bem melhor agora, e só espero que a primavera que se avizinha, seja realmente aquela que espero, pois ajudará em muito ao completo restabelecimento. A falta de tempo tb não ajuda, por tal talvez 1 ou 2 posts por mês, mas vamos ver...

    Fica bem querida amiga
    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Poema muito bom, mesmo! Foto expressiva também.
    bj

    ResponderEliminar
  6. Excelente descoberta, Sophie! o poema está fantástico, e a foto, como diz o walter: arte pura!

    ResponderEliminar
  7. Olá, mais um belo post criado por ti com uma belissima foto muito bem executada, o poema lindissimo e muito sentido do nosso amigo Jacson, que me tocou muito e muito bem escolhido para acompanhar a foto, beijos, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  8. Belissimo poema, alias como tudo por aqui...

    ResponderEliminar
  9. Belissimo poema,,,sempre amor e saudade movendo os corações...beijos de otimo final de semana.

    ResponderEliminar
  10. Um gênio mesmo...fui lá. Gostei da foto. Beijo

    ResponderEliminar
  11. Olá querida
    Um poema para pensar com o coração, sentir é melhor.
    Com muito carinho BJS.

    ResponderEliminar
  12. Estou viva, bem viva querida =)
    *
    Adoro a posição em que a modelo foi fotografada, faz com que se note bem os ossos e eu acho isso muito bom numa foto :)
    Arranjas sempre textos bons para se enquadrarem com a foto :)
    *beijinho

    ResponderEliminar
  13. A foto é ilustrativa da curva dos anos.
    A vida também é feita de amadurecimento.
    A vida é um caminho sem regresso.
    Gostei do poema.
    Uma semana de dias e não de anos!

    ResponderEliminar
  14. Gostei muito da foto, estranha e numa posição incomum. Parabéns também pelo texto que fica extraordinário a acompanhar a foto.

    Beijinhos Sofia

    ResponderEliminar
  15. Que prazer enorme hoje ter encontrado este espaço e também o de Jacson, vou acompanhá-los sempre!Parabéns!

    ResponderEliminar
  16. Passei para te deixar apenas uma flor :)
    beijinhos*

    ResponderEliminar
  17. Bom noite, minha querida amiga.
    Passando para dar uma espiada nas novidades e parabenizá-la pelo grande dia de hoje.
    Todas, mulheres tão bonitas quanto qualquer Estrela, que lutam todos os dias para fazer do mundo um lugar melhor para se viver.
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... aproveita para desejar uma semana de muito Sucesso.
    Saudações Florestais!
    Em: http://www.silnunesprof.blogspot.com

    ResponderEliminar
  18. É pq o tempo não passa... voa... tb não estou vendo os meus dias...

    Adorei
    Bjs

    ResponderEliminar
  19. Deixo um beijo e
    deixo...
    a minha poesia

    8 DE MARÇO


    Dia da Mulher
    Mulher que foi criança...
    Mulher que foi menina...
    E que rápidamente cresceu...
    E quando cresceu...
    Tornou-se mulher...
    E aí o ser que é...
    Mulher... Mulher...
    Mulher... Mãe...
    Mulher... Avó...
    Mulher... Gente...
    Porque ser Mulher...
    É canalizar tudo...
    Tudo e todos...
    E tudo gira em seu redor
    E quase sempre...
    Julga-se insubstituível...
    No trabalho... na organização...
    Na estrutura do lar...
    E a Mulher... esquece-se tantas vezes...
    Que também é gente...
    Que precisa de ser ela própria...
    De viver...
    De gostar de si...
    E quando consegue...
    Que isto aconteça...
    Ela é verdadeiramente... Mulher!...

    LILI LARANJO

    ResponderEliminar
  20. Poema e foto sempre em sintonia, lindo demais.

    "A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios... Por isso, cante, ria, dance, chore e viva intensamente cada momento de sua vida, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos..."
    Charles Chaplin

    Desejo uma linda semana com muito amor e carinho.
    Abraços

    ResponderEliminar
  21. Nada melhor que um corpo sem rosto para exprimir o tempo. A intemporalidade acentua-se no contraste forte e na curvatura do ser. É uma bela imagem, muito bem escolhida para o poema.

    ResponderEliminar